. FNAM - Informações

SIC Notícias - A FNAM avisa que o conflito entre os médicos e o Governo vai agravar-se nos próximos tempos. Mário Jorge Neves acusa o ministro da Saúde de nunca ter mostrado vontade de negociar a sério com os sindicatos dos médicos. 

Primeiros dados da adesão à Greve Nacional dos Médicos – 8 de Novembro, registados esta manhã:

Região SUL:

- Centro Hospitalar Lisboa Central - Bloco operatório do H são José e Curry Cabral apenas com serviços mínimos;

-Centro Hospitalar Barreiro Montijo - BO encerrado, várias especialidades com serviços mínimos

Região CENTRO

Hospital da Figueira da Foz - BO encerrado, adesão 90%

Várias USFs no Centro com 100% de adesão

"O Sindicato dos Médicos da Zona Sul tomou conhecimento que os trabalhadores médicos e não médicos desse estabelecimento hospitalar [Hospital de Cascais] têm vindo a ser interpelados, pelos seus superiores hierárquicos, no sentido de informarem, antecipadamente, se irão ou não aderir à greve nacional de médicos agendada para o próximo dia 8 de novembro."

Os sindicatos dos médicos contabilizaram um impacto na casa dos 80% de adesão à greve nos hospitais e centros de saúde. Os responsáveis fazem um balanço positivo da paralisação.
Declarações de Jorge Roque da Cunha, SIM; Mário Jorge Neves, FNAM.
 RTP 3

O Ministério da Saúde e o governo, através do seu programa, têm o compromisso público de criar 100 novas USF até ao fim do respetivo mandato. Apesar disso, ainda não foi publicado o despacho conjunto do Ministério da Saúde e do Ministério das Finanças que devia prever o número de Unidades de Saúde Familiar (USF) a criar neste ano de 2017 e deveria ter sido publicado até 31 de janeiro. Logo, em 2017, ainda nem uma USF foi criada, comprometendo a meta de 25 novas USF para 2017!

COMUNICADO

Tendo em conta a catástrofe decorrente da vaga de incêndios que assola o nosso país e que já provocou dezenas de mortes e de feridos, o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) entendem ser seu dever cívico, deontológico e humano adiar a greve dos médicos marcada para esta semana, dia 18 de Outubro, para a Região Centro.
Aproveitam para manifestar a sua activa solidariedade com as famílias atingidas e os sentidos pêsames.
Lisboa, 16 de Outubro de 2017
A Federação Nacional dos Médicos
O Sindicato Independente dos Médicos

Os médicos abrangidos pelo Pré-Aviso, paralisarão a sua atividade profissional entre as 0 horas e as 24horas do dia 25 de Outubro de 2017.
aviso previo greve 25 10 smzs 1

Documentos assinados pelos sindicatos médicos e o Governo Regional da Madeira no âmbito do acordo negocial concretizado a 29/9/2017 – Normas particulares sobre organização e disciplina de trabalho para a carreira médica.
 
 

 

O Sindicato Independente dos Médicos-SIM e o Sindicato Médicos da Zona Sul (FNAM) assinaram hoje um importante acordo, desta vez com o Governo Regional da Madeira e o SESARAM.
Deste modo consolidamos a contratação coletiva, instrumento essencial para o fortalecimento da democracia e o robustecimento da Carreira Médica.


Depois de dois anos em que os sindicatos médicos solicitaram múltiplas reuniões com o Ministério da Justiça para a abertura de um processo negocial em torno da organização do trabalho dos médicos de Medicina Legal, iria hoje realizar-se, finalmente, a referida reunião. Numa atitude sem precedentes em processos reivindicativos desta natureza, o Ministério da Justiça decidiu ontem anular a reunião, avisando somente uma das organizações sindicais, o que determinou que a delegação da FNAM só tenha tomado conhecimento desta situação na recepção do referido ministério.
LER COMUNICADO CONJUNTO FNAM/SIM
© 2020 FNAM - Federação Nacional dos Médicos